Archive: fevereiro 2013 » Carla Chinaglia

  MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS/RECORTES   onde tudo começa... Era no tempo do rei.                                  Sua história tem pouca coisa de notável. Fora Leonardo algibebe em Lisboa, sua pátria; aborrecera‑se porém do negócio, e viera ao Brasil. Aqui chegando, não se sabe por proteção de quem, alcançou o emprego de que o vemos empossado, e que exercia, como dissemos, desde tempos remotos. Mas viera com ele no mesmo navio, não sei fazer o quê, uma certa Maria da hortaliça, quitandeira das praças de Lisboa, saloia rechonchuda...

Leia Mais...

Português e Psicopedagogia. Por que trabalhar?

Trabalhei de 2004 a 2010 em cursinho. Esse foi o maior laboratório que tive principalmente por poder trabalhar com um público extremamente heterogêneo, que vinha de quase todos os cantos da cidade, muitos eram de fora de São Paulo, ou seja, alunos de diversas classes sociais, de escolas particulares ou públicas. Além disso, nesse tempo trabalhei com redação,  interpretação de texto e literatura, no entanto, foi a produção de texto que passou a me chamar mais a atenção. Corrigia muitas redações por semana e comecei a perceber que, afora casos mais problemáticos, no geral, não...

Leia Mais...

TIL – José de Alencar

http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/bv000142.pdf      

Leia Mais...

livros sugestões

Um livro que indiquei recentemente para uma aluna , de 28 anos, que ainda não tem o hábito da leitura, mas ainda assim foi muito bem aceito,   é o "Xangô de Baker Street" do Jô Soares. É escrito em uma linguagem bastante informal e é muito divertido!!!!! Diversão garantida ou o seu dinheiro de volta!! Para quem deseja uma visão nova da língua portuguesa, indico três livros, todos do Prof. Marcos Bagno: Dramática da Língua Portuguesa Gramática: Passado Presente e Futuro Dois livros que apresentam uma crítica bastante ousada e lúcida a respeito do preconceito linguístico...

Leia Mais...

Falar certo ou errado, eis a questão!

                    O que é aceitável ou não com relação à gramática e ao falar bem. É muito comum ouvirmos as pessoas reclamando de que a juventude é descuidada com a língua, de que falam e escrevem de qualquer jeito, de que o português é uma língua difícil e por aí vai.  No Facebook são inúmeros os posts que dão “um pito” em quem destrata nossa tão inculta e bela língua. Aliás, broncas em quem escreve mal é o que não faltam. No entanto, o que não se deve esquecer é que se a população em quase sua totalidade “fala mal” é porque a formação recebida...

Leia Mais...

Autoritarismo e educação

  Impressionante como a população apoiou a intervenção do policial dentro da sala de aula de uma escola pública paulistana. O PM foi chamado de “coxinha” por um aluno da 4ª série, de 9 anos. Sentindo-se desrespeitado, o guarda entrou em plena sala de aula e começou a gritar, a agredir verbalmente os alunos, ameaçando-os com o revólver, mostrando a arma que estava empunhando, em um ataque de fúria desproporcional, considerando que estava em uma escola. Embora esse despreparo emocional evidente seja, no mínimo, preocupante, internautas chegaram a chamar o policial de herói...

Leia Mais...